O EDUCADOR CRISTÃO



O educador cristão;
cria, recria;
mas não perde de foco o ensino da salvação!


O professor religioso;
é guerreiro é batalhador e forte vencedor
nos ensina sempre como fugir do sagaz enganador!

O ensinador da boa nova;
nos guia nos passos de Cristo nosso mestre
e nos mostra o seu Espírito que nos renova.

Parabéns pelo seu dia querido educador!

Que Deus os abençoe...
Talles Felipe!


MÉTODO PARA ESTUDO DA BÍBLIA II

Olá pessoal! Conforme prometido no artigo anterior, continuando nosso métodos de estudo da Bíblia vamos trabalhar um pouquinho agora as literaturas auxiliares para um bom conhecimento da palavra de Deus. como foi comentado no texto anterior, antes de qualquer método precisamos de uma boa biblioteca, por mais simples que seja; a questão não é a quantidade de livros que possuímos e sim se temos os livros certos para uma boa interpretação bíblica, o que consequentemente vai gerar uma boa aula, palestra, sermão, etc... Além de várias traduções e boas bíblias de estudo é importante termos outras literaturas básicas, pois elas nos fornecem o pano de fundo dos acontecimentos bíblicos, sentido das palavras no original, estrutura do livro, além de algumas informações básicas: autoria, data, contexto histórico, propósito e comentário. Vamos começar com as introduções bíblicas: Uma boa introdução vai te situar dentro do livro bíblico, com informações básicas mas que fazem toda diferença, essas informações são: Data do escrito, Teologia, Autoria, contexto histórico, gênero literário, propósitos e estrutura do livro, essa deve ser a primeira aquisição de qualquer pessoa que deseja ou precise conhecer mais a bíblia, tomo a liberdade de indicar duas ótimas obras, N. T. Introdução e Síntese do Novo Testamento: Gerhard Hörsters e A. T. Introdução ao Antigo Testamento- Lasor: Willian S. Lasor, David A. Hubard, Frederic W. Bush. Como a vida do povo tanto do A. T. como N. T. estavam estritamente ligados a religião precisamos conhecer um pouco da prática religiosa deles e do mundo em que viviam porque isso vai influenciar diretamente nos escritos sagrados, para isso temos também duas grandes obras: História da Religião de Israel: Georg Fohrer, cristão convertido ao judaísmo, sua experiência nas duas religiões que criaram a bíblia é extremamente relevante para o ótimo texto produzido por ele. E Em relação ao N. T.: O Mundo do Novo Testamento: H. E. Dana. Há ainda dois auxiliares indispensáveis a qualquer cristão, uma Enciclopédia Bíblica ou dicionário e uma concordância bíblica, esta através de palavras chave do texto te leva a todos os versículos com aquela palavra na bíblia. Temos nesse sentido uma ótima obra: Pequena Enciclopédia Bíblica: Orlando Boyer, reeditado recentemente pela editora vida, essa obra é indispensável pois além do preço ser baixíssimo ela é ao mesmo tempo, atlas, concordância, dicionário e enciclopédia com mais de 10.000 verbetes, inclusive personagens bíblicos e históricos. Para aqueles que precisam se aprofundar mais ainda, no caso pastores e educadores cristãos indico a chave linguística, que traz o sentido original de palavras chaves de cada versículo bíblico e seu sentido levando em consideração o contexto histórico e a opinião dos melhores biblistas e tradutores: para o Novo Testamento temos a Chave Lingüística do Novo Testamento Grego: Fritz Reinecker e Cleon Rogers. Agora para o Antigo Testamento temos boas obras, mais infelizmente são todas em inglês. Finalmente para fechar nossa biblioteca básica indico os comentários bíblicos, são extremamente elucidativos mas precisamos tomar cuidado pois geralmente os autores colocam seu ponto de vista e opinião particular, para isso seria interessante consultar diversas obras diferentes e elaborar uma opinião lembrando sempre que o principio de interpretação bíblica sempre deve ser: a Bíblia por ela mesma á partir de Cristo. Onde encontramos tudo isso: gostaria de indicar dois sites onde você encontrará essas obras com preços bem em conta: Livraria online Erdos: http://www.erdos.com.br e Livraria online Decoralê: www.decorale.com.br. Que Deus nos abençoe!

MÉTODO PARA ESTUDO DA BÍBLIA I

Muitas pessoas não estudam a Bíblia de maneira profunda, pois afirmam não ter um curso de teologia que as prepare para isso. Embora essas pessoas até certa parte tenham razão, pois, um bom estudo bíblico passa pelo estudo das línguas originais, contextos históricos, exegeses e hermenêuticas... O que é inviável para a grande maioria dos cristãos, pois não é qualquer um que conhece o hebraico, grego ou aramaico e não é qualquer um que consegue pegar uma introdução aos livros bíblicos e estudar as variadas teorias a respeito de autoria, critica textual, datação e outros detalhes do livro santo. Contudo, isso não é desculpa para não estudarmos de maneira profunda a Bíblia, graças a Deus temos a disposição, métodos, recursos literários e outras coisas que auxiliam para um melhor entendimento das escrituras sagradas, as próprias bíblias de estudo estão recheados desses recursos. A ideia dessa série de estudos é se aventurar por esses métodos e recursos disponíveis a todos educadores e demais membros do corpo de Cristo. Para isso nada melhor que começar com o material disponível para nossos estudos bíblicos e hoje vamos conhecer um pouquinho algumas Bíblias e traduções. Existem hoje diversas bíblias de estudo e traduções que facilitam nosso conhecimento: Traduções: TEB - Bíblia de tradução Ecumênica: foi feita por uma série de pesquisadores católicos, protestantes e judeus, contém porções apócrifas da Bíblia importante para um aprofundamento histórico do contexto. BJ - Bíblia de Jerusalém: é hoje a tradução em português mais próxima do sentido original, suas notas de rodapé enriquecem tanto o conteúdo que é impossível não entender o que se passa no texto, contudo, é uma tradução bastante acadêmica, mas indispensável para quem quer conhecer melhor o texto bíblico. RC E RA - Traduções de João Ferreira de Almeida Revista e Corrigida e Revista e Atualizada: a tradução mais aceita no meio evangélico é uma ótima tradução, sugiro no entanto a RA, Revista e Atualizada, por ter uma linguagem mais simples de entender, embora seja bem culta. NTLH - Nova Tradução na Linguagem de Hoje: essa tradução é muito boa para iniciantes da fé, ou para ser estudada junto com outra tradução mais culta, ela esclarece muitos textos obscuros e de difícil compreensão. NVI - Nova Versão Internacional: ela consegue fazer muito bem o "meio de campo" entre uma tradução culta e moderna. AM - Bíblia em tradução contemporânea A Mensagem: é a tradução mais nova e moderna que temos a nossa disposição, lançada no Brasil no ano passado é uma tradução poética da Bíblia feita não por um teólogo, mas por um pastor com mais de 30 anos de ministério, sua intensão era que o povo simples da igreja não apenas conhece-se a bíblia mas também se apaixona-se por ela, contudo, a mesma recomendação da NTLH, deve ser estudada junto com outra mais culta. Bíblias de Estudo Existem diversas Bíblias de Estudo interessantes, no entanto, gostaria de destacar apenas três: Thompson: A proposta do Autor é que a Bíblia interprete a própria Bíblia, o que ele faz muito bem, com referências de versículos em cadeia, onde o tema de um versículo te leva a outro versículo com o mesmo tema e uma ótima concordância Bíblica exaustiva. Bíblia com Enciclopédia Colorida: Um dos mais novos lançamentos da Sociedade Bíblica Brasileira (SBB), agrada tanto pelo conteúdo histórico e gráfico completo, quanto pelo preço, uma Bíblia muito barata em vista dos recursos que ela oferece. E é encontrada nas três traduções da SBB, RC, RA E NTLH. Bíblia de estudo NVI ou NTLH: com recursos dinâmicos numa linguagem acessível a qualquer um, desde o novo convertido até o mais antigo crente. Temos ainda outras Bíblias interessantes, mas que não cabe hoje destacá-las com mais detalhes: Bíblia de estudo Genebra, Bíblia de estudo Pentecostal, Bíblia de estudo plenitude, Bíblia de estudo da APEC, Bíblia de estudo apologética, etc. No próximo estudo estaremos vendo outras literaturas auxiliares, até a próxima! Que Deus nos abençoe... Talles Felipe

PEDAGOGIA DA AUTONOMIA - PAULO FREIRE

video

A EDUCAÇÃO CRISTÃ E A EVOLUÇÃO



O ser humano só evolui quando se liberta dele mesmo e só se liberta dele mesmo quando se encontra com Cristo.


A evolução é um processo natural de qualquer ser vivo que possa existir no mundo. Entretanto, a maior luta do crente enquanto ser humano é evoluir em sua caminhada cristã, parece contraditório, mas, o maior desafio do cristão é evoluir enquanto cristão. Porque evoluir enquanto cristão pressupõe tomar cada dia a sua cruz e ir após Jesus (Lucas 9: 23), ou seja, negar-se a si mesmo; que significa libertar-se de si mesmo, dos seus desejos, prazeres, necessidades e prioridades.

O negar-se a si mesmo é um processo doloroso, lento e difícil. Contudo, nesse processo entra a educação cristã, ela direciona o crente para o melhor caminho, dá suporte para o crente nesse caminho, enfim, educa o cristão de modo que ele mesmo consiga transitar pelo caminho com suas próprias pernas, de que modo a educação faz isso, ensinando a Bíblia de modo simples, profundo e completo, só assim o cristão alcançara a sua evolução, Jesus Cristo.

Que Deus nos abençoe!
Talles Felipe

A EDUCAÇÃO CRISTÃ E A REFORMA PROTESTANTE


Ontem dia 31 de outubro comemorou-se o dia da Reforma Protestante, um dos princípios marcantes da reforma foi a idéia de fazer com que a Bíblia estivesse nas mãos do povo. entretanto, como fazer a bíblia chegar as mãos do povo sendo que mais de 90% da população eram analfabetos?
Para isso precisou-se desenvolver junto as igrejas, escolas que ensinassem o povo a ler e a escrever, de modo, que pudessem ter conhecimento dos tesouros expostos nas escrituras sagradas. Mas não só a ler e a escrever, também interpretar e praticar as sagradas letras. As igrejas advindas da reforma eram nos finais de semana um templo religioso e durante a semana funcionavam como escolas de alfabetização, uma tarefa tão santa quanto a dos cultos litúrgicos.
Trazendo para nosso tempo fica a seguinte pergunta:não deveria nossos templos também funcionar como escolas, talvez não existam muitos analfabetos que não sabem ler e escrever, contudo, existem milhões de pessoas em nossas cidades que ainda não conhecem a Bíblia, milhares que não sabem nem ligar um computador e por que não dizer de tantos outros que ainda não foram literalmente alfabetizados? Acredito que a resposta para a pergunta feita acima é sim, deveriamos usar nossas salas de escola biblica dominical para ensinar as pessoas as coisas maravilhosas que o conhecimento pode nos proporcionar.

Que Deus nos abençoe, e que ele levantre educadores preocupados com a saúde intelectual das pessoas de suas cidades!

Talles Felipe


Essa imagem nos fala muito sobre nosso ensino:
- Ele deve ser claro;
- Prático;
- Objetivo;
- Contextualizado;
- E acima de tudo deve fazer com que nossos alunos o viva na sua própria pele.

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO CRISTÃ PARA A COMUNIDADE DE FÉ


Muito tem sido dito ultimamente sobre educação cristã. Porém muito pouco tem sido dito sobre a importância da EDUCAÇÃO CRISTÃ. O que pretendo fazer agora. Acreditamos que ela é importante por três motivos principais; ela pretende levar o cristão a MATURIDADE, o ser igual a Cristo, ela também faz com que o educador procure ser uma testemunha viva de sua fé e por último ela mune a igreja de ferramentas para que possa viver de um modo digno do evangelho de Cristo na sociedade.

A educação cristã em si não leva ninguém a ser igual a Cristo, ela simplesmente focada no evangelho aponta os caminhos para que isso possa ser alcançado pelo crente. Ela nos toma pelas mãos e nos faz caminhar constatemente nos caminhos do Senhor. Um grande educador bebe principalmente da fonte da palavra de Deus, bebe de tal modo que sua vida mostra Cristo em tudo o que faz, pensa ou vive. Desse modo o mostrar ao mundo sua fé acaba se tornando algo involuntário mas relevante para as pessoas ao seu redor. Quando a educação cristã é forte em uma comunidade de fé, a própria comunidade se torna uma rocha inabalável, porque ela sabe como viver e práticar a vontade de Deus, manisfestada na sua criação, na sua palavra e em Jesus.

Educadores cristãos, independente de serem professores ou não, precisamos entender a relevância do nosso ensino para que o realizemos de maneira mais viva e eficaz, precisamos sempre ter em mente que uma comunidade onde sua educação é fraca estará sempre fadada a ser prevalecida pelas portas do inferno e invadida pelo mundo. Não deixemos esmorecer a fé de nossos fiéis, façamos aquilo que Cristo nos ensinou: ir a todo o mundo e pregar o evangelho a todas as pessoas ensinado-as a guardar tudo aquilo que ele nos mandou. (Mt 28: 19-20 paráfrase minha).

Que Deus nos abençoe

Talles Felipe